seg. maio 20th, 2024

Emanuel apresenta projetos técnicos do VLT para à Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana

By Redação jan27,2024

Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) apresentou à Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana os elementos técnicos para a implantação do VLT Cuiabano. O estudo de viabilidade foi entregue ao órgão federal, durante reunião nesta quinta-feira (24).

Na audiência virtual, o chefe do Executivo Municipal, e a secretária de Mobilidade Urbana, Luciana Zamproni, deram detalhes sobre a composição do modal na capital mato-grossense. O município busca conseguir o financiamento do projeto através Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


“Por quase duas horas, nossa equipe técnica apresentou detalhamentos, atendendo à demanda do Ministério das Cidades. Posso garantir que ficaram impressionados com a qualidade técnica do projeto funcional para o sistema, que entendemos e temos a comprovação descrita por expertises na área, sendo o cenário mais viável para a nossa capital”, declarou o emedebista.


O modal em questão foi anunciado para a Copa do Mundo de 2014 e nunca ficou pronto diante de polêmicas e escândalos de corrupção. Em 2021, o governador Mauro Mendes (União) anunciou que substituiria o VLT pelo Ônibus de Trânsito Rápido (BRT), no valor de R$ 430 milhões.


Emanuel foi contra a troca e desde então vem travando uma guerra judicial para impedir a instalação BRT em Cuiabá. Após “bater o pé” e manter o bloqueio para início das obras na Capital, o comandante do Palácio Alencastro anunciou que dará andamento aos trâmites para licitar a obra do modal cuiabano, estimado em R$ 5 bilhões.


“Os técnicos do Ministério receberam com bastante entusiasmo a proposta. Apresentamos todos os quesitos que nos solicitaram, e novas informações estão em fase de elaboração, o estudo de pré-viabilidade. Eles já tinham conhecimento de que estamos trabalhando nisso. Trata-se do estudo preliminar de viabilidade para o VLT, que será entregue ao Ministério das Cidades na próxima semana, dentro do prazo estipulado por eles”, explicou a consultora em infraestrutura da Prefeitura de Cuiabá, Janete Ely. (Com assessoria)

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *