seg. maio 20th, 2024

Secretária-adjunta de Gestão Hospitalar é denunciada por organização criminosa em Mato Grosso

By Redação jan25,2024

Caroline Campos Dobes, secretária-adjunta de Gestão Hospitalar da Secretaria de Estado de Saúde, foi denunciada pelo Ministério Público de Mato Grosso por organização criminosa. O MPMT solicita a suspensão de seu exercício na função pública, proibição de novas nomeações e restrição de acesso à SES. Após a denúncia, Dobes afastou-se com uma licença-prêmio de dois meses, continuando a receber o salário integral.

A 24ª Promotoria de Justiça Criminal ampliou a denúncia da Operação Espelho, pedindo aumento de pena para 19 pessoas já denunciadas na primeira fase da investigação. A acusação destaca que Dobes, utilizando seu cargo, favoreceu empresas do grupo criminoso em processos licitatórios, contrariando pareceres jurídicos da Procuradoria Geral do Estado.

O MP afirma que a secretária-adjunta atuou em pelo menos 7 licitações, totalizando R$ 43.5 milhões, desconsiderando alertas da PGE. O Relatório de Auditoria da Controladoria Geral do Estado aponta pagamento de R$ 90.8 milhões sem licitação prévia, evidenciando o esquema criminoso.

Na primeira denúncia, feita em dezembro, 22 pessoas foram acusadas de crimes como organização criminosa, peculato e fraude a licitações. O MP busca reparação de danos aos cofres públicos de R$ 57.5 milhões. O promotor Sérgio Silva Costa esclarece que novos fatos criminosos surgiram nas investigações, relacionados à prestação de serviços médicos durante a pandemia de Covid-19 entre 2020 e 2021.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *