sex. maio 24th, 2024

Relatório da PJC sobre Emanuel mostra reunião com João Arcanjo Ribeiro

By Redação mar5,2024

No relatório técnico da Polícia Civil sobre as operações e vínculos na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), afastado do cargo, é implicado em uma reunião com João Arcanjo Ribeiro e um dos alvos da Operação Hypnos. O afastamento de Emanuel foi requisitado pelo promotor Calos Zarur e pelo delegado Francisco Kunze.

O documento lista 9 operações na Saúde, deflagradas entre 2018 e 2023, incluindo Sangria, Capistrum, Smartdog, Overpriced, Curare, Cupincha, Overpay, Cartão Postal e Hypnos.

A operação Hypnos investigou fraude na aquisição de medicamentos pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), revelando desvio de valores na compra de medicamentos não registrados em estoque da ECSP em 2021. O esquema envolvia a empresa fantasma Remocenter Serviços Médicos, utilizando “laranjas” para operar, incluindo Mônica Cristina Miranda dos Santos, João Bosco da Silva e Maurício Miranda de Mello.

Celio Rodrigues Da Silva e Eduardo Pereira Vasconcelos, diretores da ECSP na época, autorizaram pagamentos à Remocenter de forma irregular, sem licitação ou justificativa, e sem contrato formal.

A Remocenter não tinha os medicamentos em estoque nem autorização para comercializá-los. Em uma conversa, João Bosco da Silva mencionou uma reunião com Emanuel Pinheiro e João Arcanjo Ribeiro, destacando sua influência política em prol de seus negócios.

O relatório conclui que João Bosco atuava como lobista, usando sua amizade com Emanuel para agendar visitas políticas ou de negócios.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *