qua. maio 22nd, 2024

Assembleia instala comissão especial para acompanhar conflito urbano no Contorno Leste

By Redação mar14,2024
Cinco deputados da Casa de Leis vão intermediar as negociações com o governo

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Em sessão ordinária nesta quarta-feira (13), o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (União), instalou uma comissão especial, formada por cinco deputados, para tratar, junto ao governo do estado, da ocupação de uma área na região do Contorno Leste, em Cuiabá, conhecida como Brasil 21.

A comissão formada tem a participação dos deputados Wilson Santos (PSD), Valdir Barranco (PT), Gilberto Cattani (PL), Elizeu Nascimento (PL) e Dilmar Dal Bosco (União), líder de governo. Com a galeria do Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour tomada por famílias despejadas da área, Botelho informou que esteve com o governador Mauro Mendes (União) e o chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, e garantiu que o Executivo está disposto a encontrar uma solução para as famílias que moram no local.

O presidente da Assembleia Legislativa fez questão de destacar que o governador Mauro Mendes está aberto ao diálogo, mas adiantou que, no caso do despejo das famílias, não pode fazer nada por se tratar de uma ação judicial. Conforme Eduardo Botelho, uma proposta do governo é para que as famílias sejam transferidas para um terreno do governo do estado.

“O governador Mauro Mendes tem algumas propostas, uma vez que comuniquei a ele. Precisamos achar soluções, porque são ordens judiciais. Conversei com o chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, e nós combinamos de ir visitar uma área do estado que pode servir para abrigar todo mundo que está lá”, disse o deputado Botelho durante a sessão ordinária desta quarta-feira (13).

O presidente da ALMT informou ainda que o deputado Valdir Barranco “já tinha feito algumas conversas e disse que é possível vir recurso para construção de moradias por parte do governo federal. E o governador está pronto para negociar e conversar. Por isso decidimos criar a comissão especial”, disse, acrescentando que “do jeito que está lá não tem como tirar todos e jogar na rua. Eu sou defensor disso. Agora, precisamos achar solução”, completou.

FLÁVIO GARCIA / Secretaria de Comunicação Social

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *