sex. maio 24th, 2024

Candidatos aprovados em concursos da Segurança cobram cronograma de nomeações

By Redação mar18,2024

Na última sexta-feira (15), a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) foi palco de intensos debates durante uma audiência pública voltada para discutir a nomeação dos candidatos aprovados nos concursos das forças de segurança do estado. Com a presença de autoridades políticas e representantes dos aprovados, o encontro evidenciou a urgência em suprir o déficit de efetivo e fortalecer a segurança pública em meio ao crescente desafio enfrentado pelo estado.

O deputado estadual Elizeu Nascimento (PL) foi o responsável por requerer a audiência, ressaltando a gravidade da situação diante do aumento do crime organizado e da sobrecarga de trabalho enfrentada pelos profissionais da segurança. Ele destacou a necessidade premente de um cronograma claro por parte do Governo do Estado para a nomeação dos aprovados, a fim de trazer alívio tanto para os profissionais quanto para a sociedade.

A discussão contou também com a participação do deputado federal Coronel Assis (União), que se colocou à disposição dos candidatos para auxiliar no diálogo com o Poder Executivo. O deputado estadual Wlad Mesquita (Republicanos) enfatizou que investir em segurança pública é essencial para o desenvolvimento do estado e apontou a necessidade de aumentar o efetivo, mesmo diante dos investimentos em armamentos e tecnologia realizados nos últimos anos.

Os relatos dos candidatos aprovados nos concursos das diversas áreas de segurança pintaram um quadro preocupante. João Vitor Bastos Silva, aprovado no concurso de oficial do Corpo de Bombeiros, destacou a espera de quase 100 candidatos pela nomeação, enquanto mais de 1.300 cargos permanecem vagos no estado. Representantes dos aprovados no concurso da Polícia Civil e da Politec também expuseram suas angústias, reforçando a necessidade de celeridade nas nomeações e o cumprimento das promessas feitas pelo governo.

José Lucas de Souza, presidente da comissão dos aprovados do concurso da Polícia Militar, ressaltou a gravidade da situação, com mais de 1.300 candidatos aguardando convocação, enquanto o déficit de policiais cresce a cada ano devido às aposentadorias. A falta de efetivo compromete diretamente a segurança da população e evidencia a urgência de medidas concretas por parte das autoridades.

Diante do cenário exposto na audiência pública, fica evidente a necessidade de ações imediatas para suprir o déficit de efetivo nas forças de segurança do estado de Mato Grosso. A nomeação dos candidatos aprovados nos concursos se mostra não apenas como uma obrigação do governo, mas como um imperativo para garantir a proteção e o bem-estar da população.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *