Greve nas Instituições Federais de Ensino em Mato Grosso: Decisões Variadas Marcam o Fim da Paralisação

By Redação jun25,2024

Mato Grosso – Com o indicativo nacional do Comando Nacional de Greve (CNG) do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES) para que os docentes de instituições de ensino superior terminem a greve até o dia 3 de julho, o cenário nas universidades e institutos federais do estado está marcado por deliberações locais e decisões diversas quanto ao fim da paralisação.

Na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a Associação dos Docentes da UFMT (Adufmat) informou que o comando local de greve está avaliando os direcionamentos nacionais e específicos da UFMT. A próxima assembleia, marcada para o dia 1º de julho, será decisiva para determinar os rumos da greve. “Estamos analisando cuidadosamente todas as diretrizes para tomar uma decisão que reflita os interesses de nossos professores e da comunidade acadêmica”, declarou um representante da Adufmat.

Por outro lado, a Seção Sindical de Mato Grosso do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), que representa os docentes dos Institutos Federais de Mato Grosso (IFMT), decidiu em assembleia-geral nacional aceitar a proposta do governo e encerrar a paralisação a partir da assinatura do termo de acordo, pré-agendada para o dia 26 de junho. No entanto, a retomada das atividades varia de acordo com cada campus, refletindo a autonomia das unidades.

A seguir, confira a lista atualizada dos campi do IFMT e suas respectivas decisões:

Mantiveram a greve:

  • Campus Cuiabá Octayde Jorge da Silva
  • Campus Cuiabá Bela Vista
  • Campus Campo Novo do Parecis
  • Campus Pontes e Lacerda
  • Campus Primavera do Leste
  • Campus Várzea Grande
  • Campus Avançado Lucas do Rio Verde
  • Campus Sorriso
  • Campus Juína
  • Reitoria

Encerraram a greve:

  • Campus Confresa – retorno em 21/04
  • Campus Alta Floresta – retorno em 10/06
  • Campus Avançado Sinop – encerramento em 17/06
  • Campus Barra do Garças – encerramento em 19/06, retorno das aulas em 24/06
  • Campus Rondonópolis – encerramento em 19/06, retorno das aulas em 24/06
  • Campus Diamantino – encerramento em 20/06, retorno das aulas em 20/06
  • Campus Tangará – encerramento em 24/06, retorno das aulas em 24/06
  • Campus Guarantã do Norte – encerramento em 24/06, retorno das aulas em 24/06

Essas decisões demonstram a complexidade e a diversidade das realidades enfrentadas pelas instituições de ensino federal em Mato Grosso durante a greve. Cada campus avalia suas condições e negociações, visando equilibrar as demandas dos servidores com a necessidade de retomada das atividades acadêmicas. O desenrolar dos próximos dias será crucial para a normalização completa das aulas em todo o estado.

Related Post