O servidor público e o endividamento

By Redação jun25,2024

Dados recentes apontaram que as famílias brasileiras estão mais endividadas. Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), por meio da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) apontou que 78,8% das famílias relataram ter dívidas a vencer.

A mesma pesquisa apontou que o percentual de pessoas que se consideram “muito endividadas” é de 17,8%. Em Mato Grosso, desde o ano passado, o Sindicato do Profissionais da Área Meio do Poder Executivo (Sinpaig), dispõe do serviço de consultoria financeira para ajudar os servidores a lidar com o endividamento.

No período de janeiro a 15 de junho deste ano já foram realizados 80 atendimentos aos servidores em Cuiabá, Várzea Grande e interior. A consultoria é realizada na sede do Sindicato e online, caso o profissional não consiga comparecer presencialmente.

Na consultoria é feita uma análise dos descontos atuais em folha de pagamento, suas modalidades, percentuais de juros contratados. São realizadas também análise dos contratos descontados em conta corrente e demais empréstimos.

O atendimento tem por objetivo buscar caminhos para a melhor liquidez e orientar o servidor quanto à educação financeira porque somente com conhecimento é que o trabalhador conseguirá equilibrar os gastos.

Separei algumas dicas importantes para buscar o equilíbrio financeiro:

-Primeiramente é importante conhecer qual é o custo fixo mensal da família (água, luz, telefone, alimentação, transporte, lazer, vestuário), pois tais despesas mantém o mínimo existencial. Ter uma consciência da somatória destas despesas em comparação ao rendimento líquido mensal.

-Evitar a oferta constante de crédito fácil das instituições financeiras.

-Ter conhecimento do Contrato que está sendo firmado (valor do crédito, modalidade do crédito contratado, taxa de juros aplicada mensal e anual, quantidade de parcelas, verificar se existe serviços embutidos, a exemplo de seguros e ter sempre uma cópia do documento firmado junto a Instituição, pois sem o Contrato fica mais difícil realizar a conferência do que foi contratado e o realmente efetivado).

O enforcamento financeiro de uma fatia considerável dos servidores públicos, e não é diferente na nossa categoria, tem inúmeros fatores, incluindo direitos pecuniários não “reconhecidos” pelo governo, a exemplo da reposição inflacionária. Sabemos que o alto endividamento gera uma série de transtornos para a vida desses trabalhadores, como desânimo, ansiedade crônica, queda de produtividade e, inclusive, dá causa ao adoecimento mental, que podem acarretar afastamentos do serviço.

A sede do Sinpaig está localizada na Rua Emanuel João Maciel Júnior, 10 – Morada do Ouro, em Cuiabá. O telefone de contato é o 65 3052-3370

Antônio Wagner Oliveira é presidente do Sinpaig-MT e Diretor de Serviço Público da Federação Sindical dos Servidores Públicos (Fessp).

Related Post